Pesquisar este Blog

Postagens mais lidas

sábado, 19 de novembro de 2011

Piadas de Bichas

Duas bichinhas, Lulu e Lili resolvem ir a feira fazer umas comprinhas. Chegando na barraca de frutas, Lili pede ao feirante:
- O moço, duas bananas por favor.
- Senhorita, duas bananas eu não posso vender, só vendo uma dúzia.
- Ah moco, por favor, vende as duas para a gente...
- Não posso, já disse. Se quiser é uma dúzia.
Vendo o impasse, vira Lulu e fala:
- ô Lili, compra uma dúzia mesmo.
- Mas uma dúzia e muito, Lulu!!
- Deixa pra lá nega, as outras dez que sobrarem a gente come!!

O Juiz foi convidado por uma cidadezinha do interior para dar uma palestra sobre direito. A estrada para esta cidadezinha era muito ruim e cheia de buracos, alem disso estava quente e o ar cheio de poeira.
O motorista preocupado com o Juiz, toda vez que passava em um buraco olhava p/ trás como a pedir desculpas, mas o Juiz na sua imponência não falava nada, neca de reclamar, sempre sentado com as costas retas e olhando p/ frente. Três horas depois eles chegam na cidadezinha, e todo solicito o motorista ajuda o Juiz a descer do carro, e pergunta sorrindo amarelo:
- Espero que Vossa Senhoria não esteja muito cansada.
Ao que o Juiz soltando um suspiro fundo e desmunhecante diz:
- Cansada?! Eu estou é m-o-r-t-a!!!!!!!

O veadinho vai a um açougue e pede uma mortadela de uns 6 centímetros de diâmetro e mais ou menos 30 cm de comprimento.
O açougueiro lhe pergunta:
- E para fatiar?
E a bichinha lhe responde:
- Ta achando que meu cu é cofrinho, querido!

Quatro bichas morreram num acidente de carro. Quando chegaram no céu, já começou o preconceito. São Pedro falou:
- Vamos lá façam uma fila. Bicha 1, Bicha 2, Bicha 3 e Bicha 4.
Depois de formada a fila, com as bichas na devida ordem, São Pedro começou a perguntar os pecados das bichas.
-Bicha 1, qual e o seu pecado?
-Eu coloquei a mão no pênis de um homem
-Tudo bem, lava a mão naquela água ali e tá perdoada.
Bicha 2, qual e o seu pecado?
-Eu coloquei as duas mãos no pênis de um homem
-Tudo bem, lava a mão naquela água ali e tá perdoada
De repente, as outras duas bichas começaram a brigar:
- Quem vai na frente sou eu, não, sou eu quem vou, não, quem vai sou eu e por ai vai.
- São Pedro falou: Parem de brigar, o que esta havendo Bicha 4, por que você quer passar a frente
Ai a Bicha 4 responde:
- Eu não vou gargarejar de jeito nenhum a água que ela vai lavar a bunda.

Uma jovem bichinha gaúcha corre desesperada para o pai:
- Papi, papi, bá, eu to com AIDS! Eu vou morrer!
E o pai, sério, falou:
- Faz o seguinte:
Ingredientes:
* 2 vidros de óleo de rícino
* 1 vidro de leite de magnésio
* 1 dúzia de comprimidos de Lacto-Purga
* 2 ovos de pata
* 1 coca-cola pequena, quente
* 2 colheres de azeite de dendê
Preparo:
Bata tudo no liqüidificador ate uniformizar a cor.
Tome numa só virada.
- E isso vai me curar?
- Se vai curar, eu não sei, mas que você vai reaprender para que serve um CU, ah, isso vai!

No psicanalista, o rapaz confessa:
- Doutor, eu acho que sou homossexual.
- Quem? Você? De jeito nenhum. Veja só: o sanguinário Nero era homossexual, o inesquecível Rock Hudson era homossexual, o magnífico Napoleão Bonaparte era homossexual, o talentoso Oscar Wild era homossexual. Mas você? Você não.
Você não passa de um viadinho de merda.

Duas bichas gaúchas, uma delas meio surda, estavam no avião indo passar as férias de verão em uma cidade, na África. Logo no início da viagem, o comandante fala:
- Bom dia, senhores passageiros, bem vindos ao vôo 506, da SouthAfrican. Nosso tempo estimado de viagem de 12 horas.
E a bicha surda perguntou:
- O que ele disse?
E a outra bicha, gritando:
- QUE O VÔO VAI LEVAR UMAS 12 HORAS!
- Ah, bom!
O voo continuou e o comandante novamente interveio:
- Senhores passageiros, estamos a uma altitude de5.000 metros, e nós temos sinais de turbulências; logo daremos início ao nosso serviço de bordo.
E a bicha surda:
- O que ele disse?
- QUE O RANGO VAI SER SERVIDO JÁ JÁ!
- Ah, bom!
Já no final do vôo, novamente o comandante:
- Senhores passageiros, já temos permissão para pousarmos na cidade de Wacka-Wacka, Timbuktu. A cidade possui cerca de 3.000 habitantes, sendo que metade delesportador do vírus da AIDS e aoutra metade tem tuberculose.
E a bicha surda:
- O que ele disse?
Ea outra grita:
- QUE É PRA VOCÊ DAR A BUNDA SÓ PRA QUEM ESTIVER TOSSINDO.

Eram três bichinhas conversando, sobre o que cada uma gostaria de ser, se elas pudessem escolher:
- Ai, eu gostaria de ser... Uma bola de futebol!! Disse a primeira.
- Bola de futebol??!?!?! Exclamaram as outras duas.
- E sim! Já imaginou, eu num campo de futebol, 20 homens me chutando, me disputando e dois homenzarrões me agarrando. Tudo isso durante 90 minutos!
AAAAAAAAHHH! Ia ser demais!
- E mesmo! concordaram as bichonas.
Aí foi a vez da segunda, que mandou essa.
- Eu gostaria de ser um campo de futebol.
- Campo de futebol?!!? disseram as madames. Você tá doida!
- Imagina só aqueles mesmo 22 jogadores, me pisando o tempo todo, caindo por cima de mim, com aquelas camisas suadas! AAAAAAhhh!!!!! Eu ia ficar doida!
A terceira bicha não se conteve:
- Ah é, vocês duas não sabem de nada! Eu queria é ser uma ambulância!!!
- Ah, não agora nós não entendemos! Replicaram as dondocas.
- Imagina só, eu estou na minha, vem dois enfermeirões, me abrem por trás e ai enfiam um homem toooodinho por trás, e eu saio pela cidade que nem uma doida gritando. UUUUAAUUUAUUUUAAAUUUUAAAAAA!!!!!!!!

A bicha tinha dado tanto, mais tanto, que estava com o rabo todo esfolado que não conseguia nem sentar, nem ir ao banheiro. Resolveu então consultar um médico. Quando chegou no consultório o médico lhe informou que havia um novo tipo de transplante que eles trocavam o cú esfolado por um novinho.
Tomou o nome da bicha para quando aparecer um doador lhe comunicar.
Passaram-se alguns meses e a bicha recebeu um telegrama para se apresentar no consultório para fazer a operação, pois havia aparecido um doador. Lá foi a bicha, fez os exames e em seguida foi operada. Assim que passou o efeito da anestesia, o médico veio para o exame de rotina e a bicha perguntou:
- E aí Doutor. Foi tudo bem?
O médico responde:
- Tudo maravilhoso, a operação foi um sucesso, e você está com um Cu novinho em folha. Só, que você agora deveria dar uma maneirada, né, porque Cú não se troca todo dia.
Aí a bicha responde:
- Imagine, nunca me maneirei quando o Cú era meu, agora que o Cú é de outro o senhor acho que eu vou tomar cuidado? Aí é que eu vou dar mesmo!!

Um viadão, que tanto havia dado na vida, um dia se vê diante de São Pedro, que lhe disse em tom paternal:
"Querido filho, para entrar no paraíso terá que responder uma pergunta minha, para a qual ainda não estás preparado. Volta a terra, toma uma destas pastilhas e venha a mim!".
O viado toma a droga e em alguns minutos têm uma puta diarréia por 10 minutos seguidos. Pálido, após a cagada o viado reencontra o santo, que lhe dá outra pílula e o manda tomar como a primeira. O efeito é imediato e terrível, faz o viado cagar ininterruptamente por 3 longas horas. No reencontro, o santo diz que o viado, embora extenuado e desidratado, ainda não está preparado e lhe dá outra pílula. Foi um horror, um efeito bestial faz dá ao viado uma megacagada de 12 horas ininterruptas, com direito a fissuras, hemorróidas etc. Agora reduzido a uma larva humana, retorna ao Santo que o aprova balançando a cabeça:
"Agora sim estás preparado para responder minha pergunta! Entendeu agora, viado de merda, para que serve o cu?"

A bicha vai ao médico:
- Doutor, estou sofrendo demais com estas constantes crises de hemorróidas.
Fico privado das melhores iguarias da comida baiana, que adoro. Qualquer dose de whisky me faz mal. Nem caipirinha posso tomar. Estou desesperado.
Após o exame do médico:
- Seu caso realmente e bem grave. Não há nenhuma esperança de resolvê-lo com medicação. Só uma cirurgia de transplante resolveria em definitivo. O senhor estaria disposto a tentar? Existem 99% de chance de cura total.
- Faço qualquer coisa, doutor. Podemos fazer hoje mesmo ?
- Hoje não. O transplante necessita de um doador jovem, pois de nada adiantaria o senhor receber um órgão já cansado e sujeito ao aparecimento das hemorróidas. Alem disto, o doador não pode ser uma pessoa viva, por motivos óbvios. Mas não se preocupe. Trabalho em um hospital onde eventualmente falecem jovens vitimas de acidentes e assim que eu encontrar um anus em condições marco o transplante. Alguns dias depois, nosso amigo foi chamado pelo médico e submetido ao transplante. Três meses depois, após um exame de controle de transplante.
- Acho que posso lhe dar alta. O resultado me parece magnífico. O senhor esta satisfeito ?
- Ah doutor, que maravilha! A vida agora tem significado para mim. Tenho comido em restaurantes baianos quase todos os dias, muito vatapá, muita pimenta, muita cachaça, tenho mesmo abusado. Nunca mais tive qualquer problema de hemorróidas. O rabo esta novinho. Beleza pura!
- Mas, hummm, o senhor não esta estranhando nada? Está tudo 100% mesmo?
- Bem, tem uma coisinha acontecendo, nem sei se vale a pena comentar.
- Fale.
- Bem, e que de vez em quando me da uma agonia, uma coceirinha estranha, uma vontade de dar...
- Eu tinha medo disto. Não quis lhe dizer antes, mas depois que fiz o transplante, soube que o rapaz que morreu naquele acidente e de quem aproveitamos o anus era gay. Não pensei contudo que o fato iria ter qualquer influência.
Mas diga-me uma coisa, o que o senhor faz quando acontece essa coisa estranha?
- Ora doutor, já que o rabo não e meu mesmo, eu dou, né?

Sexta-feira passada(Páscoa) duas bichinhas estavam na luta a procura, quando passa um baita marinheiro todo garboso, as bichas ficam logo alvoroçadas, uma diz:
- Calma, Brigitte, hoje é proibido, é sexta-feira Santa não se pode comer carne!!
- E quem disse que marinheiro é carne, marinheiro é peixe...

Ia um ônibus de turismo com 40 bichas loucas a cantar e a desmunhecar, quando caiu no despenhadeiro. A única bicha a escapar do acidente, traumatizada, resolveu mudar radicalmente de vida. Entrou para um mosteiro e a vida que tinha era rezar pela alma de suas 39 ''amigas'', para que fossem perdoadas e alcançassem o céu.
Um dia, já bem velhinho, o arrependido, a beira da morte, estava na capela a orar quando viu uma nuvem cor-de-rosa se aproximando dele. Levantou os olhos e divisou as outras 39 bichas saltitantes, de asas, batendo palmas e gritando em coro:
- Não era pecado, não era pecado...

A bicha vai ao médico:
- To com dodói! - diz em voz afetada.
- Onde? Na cabeça?
- Não, doutor! é mais para baixo!
- O pescoço?
- Não, doutor! é mais para baixo!
- O estômago?
- Não, doutor! é mais para baixo!
- Já sei! é o passarinho!
- Não, doutor! é a gaiolinha!

Um cara vinha andando pela estrada a cem por hora, quando passou por uma placa que informava: CAO QUE FAZ CHUPETA A 200 m, diminuiu a velocidade e pensou devo estar enganado, foi e viu outra placa: CÃO QUE FAZ CHUPETA A 100 m, confirmado o que ele vira, foi mais devagar, outra: CÃO QUE FAZ CHUPETA A 50 m, passou os 50 m outra placa indicando para ele entrar numa ruazinha de terra, foi indo foi indo, encontrou um senhor embaixo de uma arvore e um puta dum pastorzão sentado do lado dele. O cara chegou e perguntou. E aqui que o cão faz chupeta? é aqui mesmo disse o outro. Então duvido faça o cão fazer chupeta aqui ó, e tirou pra fora. O homem falou pro cachorro:
- FAZ CHUPETA DUQUE, FAZ CHUPETA DUQUE! - e o cão nem se movia - FAZ CHUPETA
DUQUE, FAZ CHUPETA DUQUE. - e o cão nada. ele pegou no pau do cara, olhou pro cachorro e disse:
- DUQUE vou te ensinar pela ultima vez hein...

Tinha duas bichas ricas passeando na Suiça pela primeira vez. Uma delas estava se preparando para esquiar enquanto que a outra olhava toda excitada para a pracinha na frente do hotel e exclama à sua companheira:
- Olha querida, antes de esquiar, que tal brincar com as bolinhas de neves?
- Neves???... Cadê esse Neves???... cadê esse Neves???...

Tinha uma bicha campineira, que cansou de dar o rabo e foi até um médico amigo dela para pedir uma ajuda.
- Doutor, não quero mais ser bicha, como faço para parar de dar a bundinha?.
Faca o seguinte, mude para o Rio de Janeiro, na praia de Copacabana e todas as manhas você vai até o calçadão e fique olhando aquelas cariocas praticando cooper, mas só fique olhando para as mulheres, fique notando aquele bumbum arrebitado, aquele corpinho violão, e esquece homem, e se caso você tiver uma recaída ou algo parecido, eu tenho um amigo médico que mora lá e eu lhe dou o endereço - anotando o endereço num pedaço de papel.
Dito isto, lá foi a bicha morar no Rio de Janeiro, levantava todo dia cedo, ia até o calçadão e ficava vendo aquelas gostosas praticando cooper e assim foi esquecendo dos homens. Um certo dia ao acordar, notou que estava com uma dor terrível no saco, mais como o seu médico tinha recomendado um amigo dele, foi ate o consultório e explicou que estava com uma puta dor no saco. O médico como um primeiro diagnostico. Você deve ter alguma coisa na próstata, vamos fazer um exame.
Abaixe a calça - disse o médico, colocando aquela luvas de borracha na mão. Ele abaixou as calcas, sentiu um friozinho no cú e arrebitou a bundinha. O médico vai com o pai de todos e vai introduzindo devagarinho. Aí a bichinha
- AAAaaiiiii !!!
O médico vira o dedo lá dentro e a bicha:
- AAAAAAAAaaaaaaaaaiiiiiiiiii !!!
- Esta doendo. - diz o médico.
- Nãaaooooo ...- diz a bicha.
Ai' o médico tira o dedo, põe de novo, um pouco mais fundo e a bicha:
- AAAAAAAAAAAAAaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiii que puta saudades de Campinas !!!

Uma bichinha comprou um fusquinha. Ficou toda serelepe, mandou pintar o fusca de rosa e trocar a buzina. Ao invés de fazer Biiiip Biiiip a buzina agora fazia wuuuwuuuu. Logo ela foi chamar a Karlinha (outra bichinha) para passear de fusca. A cada bofe que passava elas buzinavam: wuuuuuwuuuuuu!.
Um caminhoneiro, daqueles bem parrudos, veio em alta velocidade e bateu na traseira do fusquinha rosa, provocando um grande estrago. As bichinhas saíram loucas:
- Ah não! Meus deuses! Meu fusquinha novinho... - e virando-se para o caminhoneiro - Escuta aqui, bruto, você vai ter que pagar o estrago.
- Que pagar nada! Fica na sua! - respondeu áspero o caminhoneiro.
- Ai, vai pagar sim senhorrrrrr. Você bateu por trás e está erradérrimo. Vai ter que pagar.
A Karlinha ajudava:
- Isso mesmo. Eu sou testemunha. Vai pagar, seu grosso!
O caminhoneiro era irredutível:
- Não vou pagar e pronto! Sai da frente!
A bichinha motorista não se conteve e mandou que Karlinha chamasse a policia
Karlinha foi. Enquanto a outra ia chamar a policia, a motorista insistia:
- Quero ver se você não vai pagar. Você vai pagar sim senhor!
O caminhoneiro engrossou:
- Vou pagar o CACETE!
A bichinha voltou-se para Karlinha, já longe, e gritou:
- Karlinhaaaaaa. Volta, volta que ele quer negociar...!

Duas bichinhas estavam na Praça Tiradentes esperando um ônibus. O ônibus chegou e abriu a porta da frente. Quando eles iam entrar pela porta da frente, o motorista disse:
- O, menino! Vai tomar lá atrás!!
E uma das bichinhas
- Oba, ate que enfim a prefeitura se lembrou da gente!

Num dia destes, um casal (casado) de bichas tem a maior discussão, pois uma desconfiava que a outra lhe tivesse traindo, conclusão: ficaram sem se falar, uma puta da vida com a outra. Chega a noite, uma delas (B1) está de frente a televisão vendo um programa interessantíssimo, quando vê a companheira (B2) passar da cozinha para o quarto com uma xícara. Puta da vida pensa:
- E esta bicha velha nem para me oferecer o cafezinho que ela fez ...
20 segundos depois B2 passa de novo do quarto p/ a cozinha e de lá p/ o quarto carregando a xícara na mão com o maior cuidado para não derramar. E assim vai, depois de dez vezes, B1 já puta da vida com aquele passa p/ lá, passa p/ cá interminável vira p/ B2 e grita:
- Porra! Ce quer parar com esta pentelhacao de passar para lá e para cá? Tô querendo ver este programa.
E B2 revoltada:
- Sua ingrata! O nosso colchão está pegando fogo, e eu estou jogando água para tentar apagar...

A grande final do campeonato Perobo mais Sensível estava para ser realizada numa boate gay de Campinas. La estavam alegres representantes de todo o Brasil, inclusive, o favorito da contenda (um mineirinho de Ituitaba). Chegado o grande momento da decisão, colocaram os finalistas em fila, com os olhos vendados e na posição de gatilho (com o as de copas para cima) O juiz chega para o primeiro participante e enfia uma caneta no brioco dele. Sem demora ele
responde:
- Bic ponta porosa cor vermelha com meia carga de tinta
No segundo bicha o juiz enfia uma lapiseira. A resposta foi:
- Lapiseira pentel com grafite HD 0.5 mm
O juiz joga um taça de vinho no terceiro pederasta. A resposta:
- Almaden branco seco safra 1962. Cabernet Savignon
O quarto competidor é empalado com um salaminho.
- Salame perdigão tipo italiano. Comprou no Extra né?
A competição prossegue até chegar a vez do favorito que era o último da fila. O juiz (J) se aproxima com uma xícara de café, tropeça no salame usado na prova e derruba todo o café no fiofó do viadinho (G). O gay grita.
(G): Aiiiiiii. Creeeeedoooo...
(J): O que aconteceu ? Esta quente ?
(G): Não, esta sem açúcar.

Um casal de paneleiros (veados, para vocês) decidiu que queria ter um filho. Mas como fisiologicamente isso era impossível, decidiram pagar a uma barriga de aluguer. Quando a criança nasceu, foram os dois ao hospital para ver o bebê.
Quando lá chegaram, a enfermeira conduziu-os a uma sala onde estavam muitas crianças que choravam bastante, à exceção de uma, que estava muito sossegada. A enfermeira disse-lhes que era esse o filho deles, ao que diz um dos paneleiros:
- Ai, querido, vê-se logo que é o nosso menino, tão sossegadinho...
Responde a enfermeira:
- Sossegado o caralho, tire-lhe a chupeta do cú e logo vê como ele berra !!!
Conclusão: tais pais tais filhos...

Duas bichas caipiras, oriundas de Ibitinga, por serem discriminadas em sua cidade natal, decidem ir morar em Campinas. Chegando lá, uma delas, começa a curtir intensamente três de suas maiores paixões: informática, motos NINJA e caralhos...
- óia, santa... Aqui nóis vamo tá no paraíso.
Aqui ninguém cuida da vida de ninguém, sô!
Vamo pode queima a rosca inté o frozo faze bico, Eliana!
- Deus ti escuti, Brigite! Já estou farta desse povo besta que vivi cuidando da vida dozotro!
Então já estavam morando há um ano, quando certo dia Eliana decidiu ia a padaria . Na volta ela viu um enterro e parou para perguntar:
- Cruzes! Quem foi o infiliz que morreu?
O cara olhou para a bichinha meio cabreiro e disse:
- Foi uma bicha famosa que trabalhava na televisão!
Quando está na calcada próximo ao apt. Eliana encontra outro funeral:
- Putisgrila, qui horror! Quem foi que morreu? O Sr. pode me informá?
- Foi um travesti milhardário, que morava naquela mansão da esquina.
Assustada a bicha resolve entrar no prédio, após fazer o sinal da cruz, mas no saguão do edifício outro enterro:
- Meu Deus, assim vou ter um ataque cardíaco! Outro enterro! Ei bofe, quem se transformou em borboleta dessa veis?
- Foi aquele viadão gaúcho, que fazia ponto ali na esquina, sua bicha!
Em pane a bichinha subiu treze andares correndo pelas escadas, bateu na porta do apt. em prantos e gritou escandalosamente:
- BRIGITE, SANTA! VAMO SIMBORA DAQUI! DEVI DI TE ARGUM PAU INVENENADO AQUI POR PERTO, SO!

Numa dessas cidades do interior brasileiro (poderia também ser em Portugal), não sei se era em Campinas ou em Pelotas, um distinto fazendeiro (F) muito macho estava preocupado com a virilidade do seu filho. O fato é que seu filho tinha retornado recentemente da outra cidade (Pelotas ou Campinas) onde passara alguns meses. Decidiu, então, contar com os serviços de um amigo psicólogo (P), que foi até a sua residência para conversar com o suspeito (S). Após as formalidades iniciais fez algumas perguntas, obtendo as respostas:
P. Qual é o seu numero de sorte?
S. Ah, é o 11!
P. Que animal você gostaria de ser?
S. Ora, o jacaré!
P. E qual é a profissão que você quer exercer?
S. Sem nenhuma duvida, eu quero ser advogado!
Dirigindo-se para o amigo, (P) falou:
P. Fique tranqüilo meu amigo, pois seu filho não escolheu 24 como número, não escolheu o viado como animal, e como profissão ele quer ser advogado, e não outra de maricas.
O pai satisfeito, disse ao filho que estava muito orgulhoso dele e que gostaria de saber o motivo daquelas escolhas.
S. Ora meu pai, escolhi o 11 porque é 1 atras do outro; escolhi o jacaré porque defende-se com o rabo; e quero ser advogado porque pula de uma vara a outra!

Uma bicha entrou num sexy-shop. Toda discreta, chama um vendedor e pergunta pelos pênis de borracha. O vendedor leva numa sala reservada e mostra vários pênis de tamanho e cores diversas.
A bicha olha e diz baixinho:
-Eu quero aquele vermelhão lá daquele canto (apontando).
-Ei, bicha, aquilo é o extintor de incêndio. !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget