Pesquisar este Blog

Postagens mais lidas

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Arte de Amar

ARTE DE AMAR

Nem mesmo com uma frase sequer
Seja ela embora tão leve
Ou quase como uma leve pluma
Se deve bater em uma "mulher".
Dizer mal das mulheres e costume.
De todo o amante que não foi feliz.
Um coitado mordido de ciúmes.
Tudo mal diz,e se mal diz.
Pois confesso que sinto,e nisso se resume.
O que fui ,e o que fiz.
Julguei mal a que adoro,e que me
diz adorar.
E as mulheres por pérfidas e vis.
A todas condenei de foz em fora.
Fui infeliz,sou infeliz.
Pois com remorso reconheço agora.
O que fui,o que fiz.
Quem se acredita amada se conforma.
Com o poder dos encantos feminis.
Tudo explica e desculpa de tal forma.
Que tu sorris...porque sorris!
De uma vontade que tomei por norma.
No que fui...e no que fiz.
 
 Autor: desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget