Pesquisar este Blog

Postagens mais lidas

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Destinos imperdíveis para se visitar antes de morrer!

Great Blue Hole, Belize
Esse buraco tem profundidade de 300 metros e diâmetro de 125. É considerado o principal Buraco Azul, dentre os muitos existentes em Belize. Localizado no recife de Lighthouse Reef Atoll, o “Great Blue Hole” é um dos locais de maior visibilidade para os mergulhadores. Acredita-se que o fundo tenha desmoronado 10 mil anos atrás.

Salar de Uyuni, Bolívia

O Salar de Uyuni provavelmente seja o maior espelho do mundo. Com as chuvas sazonais, o céu é refletido na sua superfície branca coberta de sal, dando a ilusão aos que caminham de estar sobre as nuvens. Passeios de quatro dias em jipes 4x4 partem tanto da Bolívia quanto do Chile. Não se esqueça de levar bastante protetor, água mineral e roupas quentes.

Black Rock Desert, Nevada, EUA

Do topo dessa rocha, gêiseres jorram águas de cor laranja nas pedras de coloração verde formando uma paisagem incrível. Não é algo natural. Esse fenômeno ocorre por conta de falhas em testes de uma companhia de energia geotérmica. Ao visitar o “monumento” não se aproxime muito, por conta das altas temperaturas do líquido -e tome cuidado para não se perder na imensidão do Deserto do Nevada.

Rio Tinto, Espanha

As razões do Rio Tinto ser tão peculiar não são nada nobres. Desde tempos ancestrais, a área vem sendo castigada pela exploração de minérios preciosos como prata, ouro e ferro que acabaram contaminando o rio. Sua água possui um tom castanho avermelhado único.

Lago das águas vivas, Palau

O que em um primeiro momento pode parecer assustador, na verdade, é um programa inofensivo. Visitar esse lago chamado pelos locais de Ongeim'l Tketau é uma oportunidade única de ver águas completamente lotadas de águas-vivas sem que elas ofereçam qualquer risco de queimar. O mergulho é feito na Ilha Mercherchar sul de Palau.

The Wave, Arizona, EUA

Provavelmente Marte seja assim. Esse local forma um pequeno cânion com paredes que possuem curiosas linhas horizontais onduladas que criam um verdadeiro efeito psicodélico, com cores avermelhadas, cinzas e turquesas. O grande barato é caminhar entre essa curiosa formação natural e se sentir de outro mundo.

Jiuzhai Valley National Park, China

A beleza natural desse parque declarado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade encanta e preocupa. Além dos lagos que misturam tonalidades verdes e azuis, parte das plantas e espécies locais estão ameaçadas de extinção como o famoso Urso Panda e Sichuan Takin, um antílope local. A visitação foi aberta recentemente e para um número limitado de turistas, que podem fazer caminhadas o acampar no local.

Shark Bay, Austrália

Beleza natural, diversidade de vida marinha e imensidão geográfica. A maior pradaria de ervas marinhas está localizada nessa baía, além de dezenas de espécies endêmicas, cinco mamíferos em extinção e um terços dos pássaros australianos. Para completar, os estromatólitos, estruturas rochosas formadas pelo sedimento de milhões de microorganismos, distinguem Shark de qualquer outro lugar do mundo.

Madagascar

Madagascar é como um grande laboratório da natureza. Graças ao isolamento continental, seu clima e suas paisagens selvagens variadas (montanhas vulcânicas, exuberantes florestas tropicais, florestas secas, desertos e praias paradisíacas), a quarta maior ilha do mundo tem criaturas incomuns de uma originalidade inigualável. Desde lêmures a sapos bois, até camaleões (foto), passando por várias espécies de macacos, 98% dos mamíferos terrestres e 92% dos répteis de Madagascar não existem em nenhuma outra parte do planeta. Em 2007, a Unesco declarou as floresta de Atsinana Herança Mundial, por sua biodiversidade única. A fundação WWF classificou a região na 19a posição de “alta prioridade”.

Monterrey (México)

A cidade industrial de Monterrey é conhecida pelas suas cervejarias e pela sua indústria siderúrgica. Mas esta cidade de grande crescimento do norte do México também está emergindo como um ponto para de arte e festas. Recentemente, recebeu o seu primeiro hotel design, o Habita MTY, da badalada cadeia de hotéis Habita. A torre monocromática de 39 andares conta com duas piscinas no terraço, e um restaurante japonês descolado, o Kitchoan. A semana do design de Monterrey, criada pelas reconhecidas universidades de design de Monterrey, fez neste ano sua sexta edição, e o Museu de Arte Contemporaneo de Monterrey (foto), em um belíssimo prédio projetado por Ricardo Legorreta, recebe exposições de renome, como a retrospectiva do escultor britânico Antony Gormley.

Mar Egeu (Grécia)

Visitar as ilhas do mar de Homero ficou mais fácil -e barato- graças à inauguração do cruzeiro da Easy Cruise Ilhas do Egeu, Creta & Turquia. Este cruzeiro de sete noites começa em Atenas. Em seguida, atravessa o famoso mar, parando na festiva capital de Mykonos e no resort turco de Bodrum, antes de ir para as ilhas gregas de Kos, Rodas, Creta e Syros. As atrações a bordo incluem um spa, uma boate com DJ, e vinhos de lugares lendários da Antiguidade, como Macedônia ou Atica. Odisseu nunca se sentiu tão bem. Na temporada alta (verão europeu), os preços começam a 409 libras por pessoa por uma cabine dupla.

Roma (Itália)

Do Fórum ao Coliseu (foto), passando pela Capela Sistina, Roma tem alguns dos monumentos históricos mais importantes do mundo. Mas este ano, a cidade imperial deu as boas vindas ao Maxxi, um local futurista que traz duas novidades à capital italiana: seu primeiro museu de arte contemporânea, assim como seu primeiro museu de arquitetura. Projetado por Zaha Haddid, o local, mais do que uma estrutura unificada, é uma convergência de longos módulos em forma de serpentinas.

Florianópolis (Brasil)

Segundo o jornal americano New York Times, Punta Del Este perdeu seu glamour e agora é a vez de Floripa, ilha que merecera e merece os versos superlativos: “jamais a natureza reuniu tanta beleza”. As ondas perfeitas que atraem a turma dos surfistas (foto), os lounges cheios de gente bonita (leia-se, mulheres douradas, rapazes sarados), regados com caipirinhas criativas ao ponto do exotismo, e uma noite farta em ofertas justificam a empolgação do jornal americano. Ele a qualificou de “Latin America’s hottestt new party destination” (O mais quente novo destino festeiro da América latina”).

Índia

Há poucos anos, viajar pela Índia com pouco dinheiro era sinônimo de noites suadas dormindo em um beliche fedorento de um vagão de trem, com as suas bagagens acorrentadas ao seu braço. Mas novas linhas aéreas low-cost, como a IndiGo, a Go Air e a Jet Lite, oferecem viagens baratas que conectam os cantos desta nação imensa. Inaugurada em 2005, a Spice Jet tem vôos para uma dezena de destinos saindo de Nova Déli, desde as praias de Goa até a cidade santa de Varanasi. Enquanto isso, a pioneira Indiana Air Deccan foi comprada pelo império de bebidas alcoólicas Kingfisher, e leva a mais de 60 cidades sob o nome de Kingfisher Red.

Baia dos Porcos, Fernando de Noronha

Sua pequena extensão de areia é compensada pela riqueza da paisagem local. Vasta fauna marinha e uma geografia que inclui rochas vulcânicas, recifes e fabulosas piscinas naturais são os principais ingredientes dessa praia que só perde para a vizinha Baia do Sancho entre as mais belas do país. Esquecer a máscara de mergulho é um pecado que não pode ser cometido.

Canoa Quebrada, Ceará

Antes um simples lugar de mochileiros, hoje, Canoa Quebrada mantém as belezas das praias, dunas e falésias só que agora também possui uma respeitável infraestrutura turística. Passeios por praias vizinhas podem ser feitos de buggy ou cavalgando. Não se esqueça de conferir o pôr-do-sol local. De noite, a diversão ganha área de espetáculo, já que a principal rua do vilarejo se chama Broadway.

Praia do Farol, Arraial do Cabo, Rio de Janeiro

A praia do Farol, localizada na Ilha do Farol, já ganhou o posto de mar mais limpo do Brasil. Trata-se de um aquário a céu aberto que se transformou no paraíso para mergulhadores. Para quem não é muito chegado em esportes aquáticos, o programa é salvo pelas belezas naturais da ilha. Para conhecer a local somente com autorização prévia.

Jericoacoara, Ceará

Ruas sem asfalto, pousadas rústicas e um povo que leva a vida sem estresse. Já da para ter uma ideia do que se esperar de Jericoacoara: um lugar para esquecer todos os problemas da cidade grande e se isolar do mundo. Suas praias atraem tanto turistas quanto esportistas que estão atrás de ventos para windsurfe, ondas para surfe e dunas para sandboard.

Ipanema, Rio de Janeiro

Uma das mais democráticas praias cariocas. Cada tribo possui seu point. No Arpoador, surfistas tomam conta das ondas, enquanto o posto nove corresponde ao local predileto dos hippies. Quase no Leblon, o posto dez é o predileto das patricinhas e mauricinhos. Não deixe de conferir no final de tarde o sol se pondo no morro Dois Irmãos.

Praia do Forte, Bahia

Uma das principais sedes do projeto Tamar, a Praia do Forte está entre os destinos turísticos mais importantes do norte da Bahia, e é referência de ecoturismo. O pequeno vilarejo de pescadores possui belas piscinas naturais, como Lord e Papa-Gente, e passeios programados de bicicleta, tirolesa, à cavalo ou quadriciclo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget